PREFEITO DEUSDETE GOMES, diz que não vai pagar insalubridade a servidores da Saúde


O prefeito de Angicos, Deusdete Gomes (PSDB), afirmou durante uma reunião realizada na semana passada na sede da Secretaria Municipal de Saúde que não vai conceder o pagamento gradual da insalubridade dos servidores públicos da Saúde que têm direito ao adicional. 

A reunião foi realizada as portas fechadas. Celulares dos funcionários tiveram de serem desligados, tudo isso foi relatado por nossa fonte que é cargo comissionado (de confiança)  lotada na Secretaria de Saúde de Angicos.

Durante a reunião com os servidores, Deusdete alegou que os servidores que haviam reivindicado o direito no setor de Recursos Humanos da Prefeitura, que eles não teriam direito ao adicional de insalubridade, mesmo tendo servidores como Auxiliares de Serviços Gerais, Auxiliares e Técnicos em Enfermagem que trabalham em área de alto risco, como limpeza de laboratórios, sala de vacinas, banheiros, etc.

Essa é a primeira vez na história administrativa que o município de Angicos tento como representante oficial o prefeito Deusdete Gomes de Barros, e a secretária municipal de Saúde, Nataly Felipe, negam esse direito aos servidores públicos municipais.

Esse será um gargalo que a nova diretoria do SINDSPAN – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Angicos irão enfrentar para que seja resolvida a situação e por conseguinte o Executivo Angicano conceda o direito aos servidores.

Com tom de tristeza a servidora nomeada em um dos cargos comissionados da secretaria, nos disse que sempre esteve ao lado do prefeito, mas não poupou críticas a gestão atual, no qual ela afirmou que ainda faz parte porque necessita do salário, dizendo-se decepcionada com a postura do prefeito e da secretária, por terem declarado que os servidores da saúde não tem direito de receber a insalubridade.

Mais uma vez o prefeito Deusdete Gomes fornece provas da sua completa incompetência administrativa. Os trabalhadores estão reivindicando um direito e não um favor. Deusdete é autoritário e desacostumado ao diálogo, ele primeiro faz um acordo, depois, quando renega, não é apenas o acordo que ele rejeita e sim sua própria palavra enquanto gestor.

Por essas e outras que a população angicana vem dando sinais de completa insatisfação com esse senhor. Ele é incapaz de organizar a prefeitura e consequentemente, nossa cidade. As brigas internas, as perseguições, a ausência de diálogo dão o tom e caracterizam as principais marcas de sua administração.

É uma pena ver cada dia que passa, Angicos sendo lançada no buraco graças a esse gestor brilhantemente incompetente. Senhor prefeito, cumpra seus acordos e pague ao trabalhador o que lhe é devido. Chega de inventar desculpas para justificar sua inabilidade a frente da Prefeitura Municipal de Angicos.