Em Angicos, terra do filho mais ilustre de todos os tempos, Aluízio Alves, tendo esse sendo deputado federal, governador e ministro de Estado, os líderes do Movimento Democrático Brasileiro - MDB, usaram e descartaram do seu filho, Henrique Eduardo Alves.

Isso mesmo, o então candidato a prefeito Miguel Pinheiro Neto (MDB), convidou Henrique para todos os seus atos de campanha, tendo sido eleito no pleito de 2020 com o apoio integral do herdeiro político de Aluízio, o também ex-ministro Henrique Alves.

Henrique participou desde a convenção, comícios e encerramento da campanha do prefeito Miguel Pinheiro Neto, e o preço que pagou foi a ingratidão do atual gestor angicano nas eleições deste ano. 

Pinheiro não deu apoio e nem muito menos liberou nenhum dos seus liderados para apoiar Henrique, atualmente candidato a deputado federal pelo Partido Socialista Brasileiro - PSB.

Por outro lado, Henrique Eduardo Alves deverá receber votos dos angicanos por merecimento próprio daqueles que nunca lhe deram as costas e que sempre votaram nos seus longos onze mandatos consecutivos em mais de 50 anos de vida pública.

Foto: Reprodução

Postagem Anterior Próxima Postagem