O deputado tucano Rogério Marinho, que foi o relator da reforma trabalhista, atacou no Twitter quem insiste na greve dos caminhoneiros.
“Quem continua incentivando a greve ou está mal informado ou é irresponsável. Relatos de sequestros de caminhões por milícias armadas, clamor por intervenção militar, ameaças contra quem quer voltar a trabalhar. Pauta legítima já atendida foi apropriada por oportunistas e aventureiros.”
Ele acrescentou que “insistir na continuidade da greve é querer o caos para vicejar na desordem”.
Por Robson Pires