“Governo transformou Estado em Rio Grande da Morte”, acusa Carlos Eduardo


A explosão da criminalidade que levou o Rio Grande do Norte ao título de Estado mais violento do Brasil, deu o tom do discurso do candidato a governador pela coligação 100%RN (PDT/PP/MDB/Podemos/DEM), ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), na noite de sábado (18/08), em Rafael Fernandes, a 436 quilômetros da capital.

Ao citar os números negativos de mais de 1.100 assassinatos no Rio Grande do Norte e o extermínio de 21 policiais somente este ano, Carlos Eduardo acusou o atual governo de ter transformado o “Rio Grande do Norte em Rio Grande da Morte”.

Para o candidato da coligação 100%, o desrespeito às polícias, a falta de ação governamental e o desprezo às pessoas levaram o Estado ao descalabro na segurança.