ANGICANOS dão último adeus ao ex-vereador Luquinha Batista


Este era um período de descanso, uma época em que nosso amigo Luquinha Batista junto com sua esposa dona Dalvanice tiravam férias entre os meses de janeiro e fevereiro e iam ao encontro de sua família para aproveitarem o veraneio nas praias do nosso estado, e em João Pessoa, capital paraibana. 

E hoje, numa tarde fria de domingo (10), nos despedimos e demos enquanto angicanos, familiares e amigos o último adeus a Luiz Batista Filho - agora eterno e inesquecível amigo Luquinha Batista ou como chamávamos carinhosamente por “Pai Vei ou Estrela”. 

Muita emoção marcou este final de tarde nas dependências da Câmara Municipal de Angicos, onde ele legislou nas décadas de 70 e 80 como vereador daquela Augusta Casa. 

Estiveram presentes autoridades como o prefeito Deusdete Gomes, de quem era amigo pessoal e correligionário, o vice-prefeito Miguel Pinheiro, o presidente da Câmara, também seu amigo pessoal, Cloves Tibúrcio, os vereadores Edileuza Palhares, Nivaldo Gomes, Neto de Dezin, Marcos Loló e o vereador pedrozense Rivaldo Cruz, Vavá. 

Outras autoridades da cidade e região também acompanharam o velório e sepultamento de seu Luquinha Batista.


Sua filha, a ex-vereadora Lidiane Fonsêca, falou emocionada em nome da família, prestou sua última homenagem aquele homem que sempre foi e sempre será referência em sua vida. Lanaildes, sua filha caçula, fez a leitura e também prestou sua última homenagem ao pai.

O translado entre a Igreja e o cemitério foi de cânticos fúnebres, de oração, de silêncio. Sua esposa, dona Dalvanice, bem como suas filhas Lana e Lidiane estavam inconsoláveis e sendo amparadas por familiares e amigos. 

Momento triste, de despedida e comoção por saber que se foi um grande homem, político, esposo, pai, avô, tio, irmão, amigo. Mas, temos a certeza que por sua bondade plantada neste plano ele teve por merecimento o prêmio da salvação e o nosso Deus da vida o abraçou, o acolhendo na eternidade. 

Fica registrado nosso abraço fraternal a dona Dalvanice, Lidiane, Lana e demais familiares. 


Fique em paz, Pai Vei!