Justiça determina bloqueio de 30% do salário do prefeito de Angicos, Deusdete Gomes


O prefeito de Angicos, Deusdete Gomes de Barros (PSDB), terá R$ 2.947,98 (dois mil, novecentos e quarenta e sete reais e noventa e oito centavos) descontados do seu salário todos os meses até que quite  o débito que tem com os antigos funcionários da falida empresa Garra Vigilância LTDA. 

A dívida do atual prefeito angicano junto à Justiça do Trabalho é de R$ 757.498,48 (setecentos e cinquenta e sete mil, quatrocentos e noventa e oito reais e quarenta e oito centavos). 

A decisão foi encaminhada para notificação e execução ao Gabinete Civil da Prefeitura Municipal de Angicos, que tem como secretária a advogada Manuela Trindade. 

Acompanhe abaixo a decisão: