Menino de 13 anos é assassinado no interior quando ia comprar presente para o pai


O menino Antônio, de 13 anos, pediu emprestado a bicicleta do avô para ir comprar um boné para dar de presente para o pai. Mas, no trecho sem pavimentação da Rua Otaviano Fernandes da Costa, em Alto do Sumaré, bairro de Mossoró, a criança teve as pedaladas interrompidas a tiros de arma de fogo. Ao que indicam as investigações, ele foi morto por engano.

A morte de Antônio Leoandson da Silva Andrade aconteceu no sábado, 10, quando ele se preparava para o ‘Domingo dos Pais’. Ao ouvir o barulho dos tiros, o avô correu para ver o que acontecia e, por pouco, também não foi atingido. “Meu neto morreu em meus braços”, dizia o homem às pessoas que ficavam ao redor do corpo.

De acordo com a imprensa mossoroense, o delegado Roberto Moura, que acompanhou o trabalho da perícia, disse que não há explicação sobre o assassinato do menino. De família evangélica praticante, a vítima não tem nenhum envolvimento com a criminalidade, conforme testemunharam familiares e também moradores do bairro.

É grande a suspeita de que a criança foi assassinada por engano. Isso porque os assassinos poderiam estar a espera de alguém. Mas, como era noite e o local é bastante escuro, teriam confundido o alvo que queriam com o menino que passava de bicicleta.


No local, os peritos recolheram cápsulas de pistola 380 e .40. O menino de 13 anos foi a 115ª vítima de homicídio em Mossoró em 2019.