Polícia Civil prende mulher por homicídio contra mototaxista em ANGICOS



Policiais civis da Delegacia Municipal de Extremoz prenderam, na manhã desta segunda-feira (23), Larissa da Silva Gomes, 21 anos, pela prática do crime de homicídio, que vitimou o mototaxista de 74 anos, Luiz Máximo de Cunha, conhecido como “Uité”. Ela foi detida em cumprimento a um mandado de prisão preventiva.

O crime aconteceu no dia 31 de dezembro de 2017 e a vítima foi encontrada somente no dia 02 de janeiro de 2018, na zona rural do município de Angicos. Segundo as investigações, o homem foi morto a pedradas. O mototaxista teria aceitado uma falsa corrida, ao sair com uma mulher, por volta do meio dia, das proximidades da Prefeitura Municipal de Angicos, com destino à cidade de Afonso Bezerra.

De acordo com as investigações, no dia do crime, a mulher levou a motocicleta e uma quantia em dinheiro da vítima. Larissa da Silva Gomes e o então companheiro dela, Isonildo Nunes da Costa, conhecido como “Magrão”, 34 anos, teriam vendido o veículo a um terceiro. “Magão” também estaria envolvido no homicídio praticado contra o mototaxista, porém não foi localizado.

Larissa da Silva foi conduzida até a delegacia e encaminhada ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil pede que informações sobre a localização de Isonildo Nunes da Costa, conhecido como Magrão, sejam enviadas de forma anônima para o Disque Denúncia 181. 

Assecom – Polícia Civil/RN