Hoje é comemorada a festa de São Sebastião, defensor da Igreja


São Sebastião foi um soldado romano, nascido no século III, que chegou a ser comandante da guarda real.

Naquela época, o cristianismo sofria grande perseguição, com isso Sebastião servia ao imperador, porém se negava a participar dos sacríficos de pessoas que eram condenadas por sua fé.

O imperador não tinha consciência de que o santo era cristão.

Por muitas vezes, São Sebastião visitava os cristãos que estavam presos, e davam a eles alento.

Um dia foi denunciado e consequentemente condenado à morte por flechadas.

Dado como morto pelos soldados, uma mulher esposa de um mártir, percebeu que o santo ainda estava vivo e o escondeu em sua casa.

Após ter a saúde recuperada, São Sebastião enfrentou o imperador em defesa dos cristãos perseguidos e foi condenado novamente a morte, porém dessa vez não resistiu.