Projeto de Lei proíbe o uso de fogos de artifício com estampido em ANGICOS; comerciantes reclamam


Um projeto de lei (PL), que proíbe o uso de fogos de artifício com estampido em Angicos, de autoria do vereador Jalmir Dantas de Araújo (PSB), está tramitando na Câmara Municipal de Angicos.

O Projeto que se encontra em uma comissão do Legislativo Angicano, se aprovado tem o intuito de suspender a comercialização, utilização, queima e soltura do artefato, as mudanças serão obrigatórias para eventos festivos como as principais festas religiosas da cidade.


Além dos comerciantes, fica prejudicado a festa do padroeiro São José; de Nossa Senhora de Fátima; de Nossa Senhora das Graças, além de outros momentos religiosos que costumeiramente a Paróquia Santuário e os fiéis católicos são acostumados a soltar os fogos, como forma de engrandecimento das festas e agradecimentos aos santos do dia (pagamento de promessas).


A proibição se estende para eventos festivos ou de entretenimento de caráter público ou privado. De acordo com o autor do projeto vereador Jalmir Dantas, o mesmo disse que a proibição apenas vale para fogos barulhentos. Porém, é justamente este tipo de fogos que muitos fiéis devotos de diversos santos católicos soltam para pagarem suas promessas como forma de agradecimento de graça alcançada.


Alguns comerciantes que revendem fogos a vários anos na cidade tem procurados alguns vereadores e inclusive a redação deste blog para fazer um apelo que este projeto não seja aprovado. Diante da aprovação, estes seriam diretamente prejudicados financeiramente em seus comércios.




Tribuna do Cabugi: Este blogueiro como fiel católico e devoto de São José, nosso padroeiro, e de outros santos católicos, também se sente prejudicado. Tradicionalmente costumo soltar fogos de artifício como forma de agradecimento e pagamento de algumas promessas. Espero, assim, como tantos outros católicos, e comerciantes da cidade, que revejam uma decisão que não afete diretamente todo esse público.