Entraves do setor energético debatidos na Assembleia são levados ao Ministério


Um assunto debatido no plenário da Assembleia Legislativa na última semana foi tema de audiência no Ministério das Minas e Energia, em Brasília, esta semana: o desentrave para novos investimentos nos setores de energias eólica e solar no Rio Grande do Norte. A iniciativa foi do deputado estadual Hermano Morais (PSB).

A audiência contou com a presença de dois ministros. Do de Minas, Bento Albuquerque, e do Desenvolvimento Regional, o potiguar Rogério Marinho, e do deputado federal Benes Leocádio (Republicanos), além de representantes dos dois setores.

“Trata-se de uma boa notícia para o RN. Os entraves existentes para o escoamento da energia, como apontado pelo Operador Nacional do Sistema (ONS), são obstáculos para a chegada de novos investimentos. Mas com os esforços que estão acontecendo em seu favor, as energias eólica e solar continuarão prosperando no Estado”, afirmou ele.

A nota técnica do ONS foi compartilhada no plenário da Assembleia Legislativa por Hermano logo que houve a sua divulgação, apontando a indisponibilidade de escoamento de energia nas subestações locais.

Segundo o deputado estadual, “já nos próximos dias serão postas em prática ações capazes de mudar essa realidade. Com a união política, quem fica maior é o Rio Grande, pois quem ganha com o crescimento das energias limpas duplamente é a povo potiguar”.