Bebê de três meses morre com suspeita de chikungunya no RN


Um bebê de apenas três meses de vida morreu na última terça-feira (20) em Natal. O laudo médico apontou morte em decorrência de infecção por chikungunya. Douglas Kauan foi sepultado nesta quarta-feira (21) no bairro de Bom Pastor, Zona Norte da capital.

A pequena vítima é um dos 6.061 casos notificados da doença no Rio Grande do Norte em 2019, até o dia 20 de julho. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde Pública (Sesap). No mesmo período em 2018, os casos notificados foram 2.370.

“A criança passou mal, nós a levamos para o hospital e ela ficou internada. A febre foi piorando e nos disseram que era chikungunya”, explicou Bruna Macedo, madrinha de Douglas Kauan.

A febre pelo vírus chikungunya é um arbovírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. A infecção começa com febre, dor de cabeça, mal estar, dores pelo corpo e muito incômodo nas juntas (joelhos, cotovelos, tornozelos, etc). Para se prevenir, a orientação é não deixar água parada e usar repelente.

OP9 RN