Prefeito Deusdete Gomes mira em grandes obras de olho em 2020


O prefeito de Angicos Deusdete Gomes (PSDB) já iniciou seu primeiro mandato em 2017, focado em tirar grandes obras do papel, e diga-se de passagem que ele tem conseguido, onde obras que estavam paradas há mais de uma década estão sendo entregues a população angicana, Deusdete tem apostado em grandes obras e ações populares.

Um dos grandes feitos de sua gestão foi a integração e municipalização do Hospital Regional que passou a ser Hospital Municipal de Angicos. O prefeito Deusdete Gomes ao lado da secretária de saúde Nataly Felipe trabalharam incansavelmente em busca de melhorias e conseguiram revitalizar o hospital, hoje com médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares 24 horas de domingo a domingo, além claro, da volta das realizações das cirurgias eletivas, onde novos cidadãos angicanos voltaram a nascer na cidade.

As obras concluídas ou adiantadas nos próximos meses servirão de vitrine para a provável campanha de reeleição do prefeito Deusdete Gomes a Prefeitura Municipal de Angicos. Com importantes obras para o município, e de uma base sólida entre os vereadores, além de possíveis novas alianças, o gestor angicano acredita que vai chegar bastante fortalecido em outubro de 2020 para seu segundo mandato.

No que refere à infraestrutura do município, são mais de 15 obras em todos os bairros da cidade: praças, calçamentos, reformas das escolas municipais, academias, quadras, iluminação, pórtico, poços artesianos, Unidade Básica de Saúde, PMSB, dentre outras obras importantes. Além disso, o município deve receber também mais verbas federal de novas emendas parlamentes encaminhadas por deputados e senadores potiguares que deverão ser liberadas no próximo ano.

No quesito político, o prefeito vem articulando importantes alianças políticas. O gestor conta ainda com apoio do funcionalismo público, devido a sua política do pagamento em dia e da valorização profissional. Sem mágoas, o prefeito Deusdete Gomes irá também em busca de alguns apoios perdidos neste meio tempo de gestão, e como diz aquele velho ditado que à política é uma dinâmica de idas e vindas, encontros e desencontros.