Vereador Marcos Loló pede desfiliação do MDB e vai para o Republicanos

Na foto, Marcos ao lado do vice-prefeito Pinheiro do MDB

O vereador Marcos Antônio de Macedo - “Marcos Loló” confirmou ao Blog Tribuna do Cabugi a sua desfiliação da legenda “em caráter irrevogável e irretratável”.

A bancada do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) que essa semana ganhou fôlego e voltou a ser a maior base partidária da Câmara Municipal de Angicos com as filiações do presidente da Câmara, vereador Cloves Tibúrcio e da vereadora Kátia de Deda, sofreu essa importante baixa  com a desfiliação de Marcos na última segunda-feira, 23.

O documento foi encaminhado para a presidência do Diretório Municipal do MDB e para a 18ª Zona Eleitoral com sede na Comarca Desembargador Pedro Matos.

No pedido de desfiliação encaminhado ao presidente do Diretório Municipal do MDB em Angicos, João Maria Pinheiro, o vereador Marcos afirma que tomou a decisão “por motivos de ordem pessoal”.

Marcos aproveita o espaço do Blog Tribuna do Cabugi para agradecer ao partido e seus dirigentes, bem como aos simpatizantes, eleitores e correligionários da legenda bacurau em Angicos.

“Nessa oportunidade aproveito para apresentar a todos meus agradecimentos pela oportunidade que me foi dada durante todo o período que caminhamos lado a lado e renovar meus protestos de elevada estima e consideração”, disse Marcos.

Nova filiação e pré-candidatura a Prefeito

Marcos Loló está em seu terceiro mandato de vereador na Câmara Municipal de Angicos. Ele foi eleito a primeira vez em 2000. Nas eleições de 2004 disputou o cargo de vice-prefeito não obtendo êxito. 

Em 2008 voltou a disputar o cargo de vereador e se elegeu em primeiro lugar; em 2012 voltou a disputar a vice-prefeitura de Angicos, novamente perdendo a eleição. Em 2016 voltou a disputar o cargo de vereador e mais uma vez se consagra vencedor em primeiro lugar com uma votação histórica.

Marcos irá se filiar ao Partido Republicanos liderado no estado pelo deputado federal Benes Leocádio. Loló é pré-candidato a prefeito de Angicos nas eleições deste ano e deverá contar com o apoio de fortes lideranças locais em torno do seu nome.

Janela Partidária

Teve início no último dia 05 de março a janela partidária, conforme informações disponibilizadas no site do Tribunal Regional Eleitoral do Estado de São Paulo (TRE-SP). Desta forma, vereadores que neste ano pretendam disputar a eleição para o mesmo cargo ou o de prefeito podem mudar de partido sem sofrer punições. O prazo vai até 3 de abril, seis meses antes do pleito.