'Tornado de baixa intensidade' aparece no interior do RN


Um tornado de baixa intensidade apareceu no céu e chamou a atenção de moradores do município de Serra do Mel, na região Oeste do Rio Grande do Norte. Um deles registrou um vídeo do fenômeno sendo visto da Vila Piauí, localidade do município.

De acordo com o meteorologista José Espínola Sobrinho, da Ufersa, esse tipo de tornado não é comum no estado. "Não é comum esse tipo de tornado por aqui. Ele acontece na região Sul, Sudeste, em Santa Catarina tem muito. No Amazonas e no Maranhão também aparecem. Mas no semiárido nordestino é raro. Quando acontece é na caatinga e na época mais seca do ano. E ele acontece de forma mais fraca, mas com aquela intensidade, não", falou.

O professor explicou que não é possível perceber pelas imagens que analisou se a base do fenômeno é no mar, o que poderia ser considerado uma tromba d'água. Ele disse que o RN tem vivido fenômenos atípicos neste ano. E há uma possível explicação.

"Esse ano está sendo muito atípico. Tivemos também aquela nuvem rolo que apareceu em Upanema, um raio recente que matou vários bois no interior do estado. Isso significa que tem muita energia na atmosfera, porque o Oceano Atlântico Sul está mais aquecido. Por isso, inclusive, as chuvas. O oceano está quente desde dezembro. Em 40 anos que trabalho com isso, nunca tinha visto o oceano de dezembro a maio quente", comentou.

José Espínola explicou que os tornados são fenômenos que acontecem em função de "uma grande diferença de temperatura entre duas massas de ar e uma grande diferença de pressão atmosférica".

Esse encontro entre duas massas de ar, nessas condições, faz com que os ventos entrem em movimento circular. "Eles formam uma coluna vertical em que a velocidade do vento está geralmente acima de 70 km/h a até 100 km/h nos tornados mais simples".

Segundo o professor José Espínola, o tornado visto em Serra do Mel está em uma configuração de 0 ou no máximo 1 em uma escala que pode chegar a até 5 em relação à velocidade. "O tornado de configuração 5 de velocidade do vento pode chegar a até 320 km/h. Eu acredito que esse aqui deve ter sido um de índice 0 ou 1 em que a velocidade do vento fica aí em torno de até 100 km/h", reforçou.

G1RN