Parceria com a UERN vai oferecer cursos de graduação e pós-graduação a jovens e adultos integrantes de famílias do campo


Na data de comemoração dos 65 de criação da Emater - Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN -, nesta segunda-feira (05), o Governo do Rio Grande do Norte realizou a entrega de equipamentos, com investimento de R$ 1,7 milhão, lançou o Programa “Gente do Campo” e assinou termo de compromisso para acompanhamento de 600 famílias da agricultura familiar. 

Os recursos para os equipamentos são oriundos de parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Foram entregues 22 carros, 22 notebooks, 135 computadores, 5 scanners e 80 impressoras, destinados aos 11 escritórios da instituição em Natal, Assu, Caicó, Mossoró, Pau dos Ferros, Currais Novos, João Câmara, Santa Cruz, São José do Mipibu, São Paulo do Potengi e Umarizal.


O novo Programa “Gente do Campo” é resultado de parceria da Emater-RN com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (SEDRAF) e Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), para dar acesso à educação superior e pós-graduação, nas áreas de ciências agrárias e humanas com foco no desenvolvimento rural e na agricultura familiar. Serão oferecidos cursos de graduação com duração máxima de quatro anos, e de pós-graduação, com dois anos.

O "Gente do Campo" é destinado prioritariamente a jovens e adultos com escolarização de nível técnico ou superior, integrantes de famílias de populações do campo, como agricultores familiares, extrativistas, pescadores artesanais, assentados e acampados da reforma agrária. O programa também contempla trabalhadores assalariados rurais, quilombolas, indígenas e outros que produzam suas condições de existência a partir do trabalho no meio rural e também aos servidores efetivos da Emater-RN.


"Com o Gente do Campo, vamos aumentar o acesso à educação pública, gratuita e de qualidade, aos jovens e adultos integrantes das famílias rurais e contribuir com a valorização dos titulares de cargos públicos de provimento efetivo da Emater-RN, por meio do estímulo ao aperfeiçoamento profissional", afirmou Fátima Bezerra ao acrescentar: "Estas são ações que promovem o fortalecimento institucional da Emater-RN e beneficiam diretamente a agricultura familiar do Rio Grande do Norte com mais assistência e apoio ao homem do campo". 

A Governadora também registrou que a agricultura familiar responde por mais 70% da produção e renda da população do campo e é detentora de apenas 20% das terras agricultáveis. "Celebramos também essa parceria com o governo federal e o trabalho articulado do nosso Governo através de vários órgãos como a Emater, Idiarn, Sedraf, Sape, que permitiu estruturarmos uma política voltada para agricultura familiar que tem a Emater como braço fundamental e pilares no Pecafes, PAA, assistência técnica e crédito", disse. 


Representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Tibério Souza, enfatizou a importância da Emater para a agricultura familiar e para a maior produção de alimentos. "O Governo agora moderniza a estrutura da Emater que irá melhorar ainda mais os serviços prestados. A parceria com o Mapa deve ser ampliada para proporcionar mais assistência ao campo.” 

O diretor geral da Emater, César Oliveira, ressaltou que o órgão exerce política pública de importância extraordinária e contribui para transformação de vidas. "Operacionalizamos várias ações além da assistência técnica, como o Pecafes e o Garantia Safra, que chegam a grande número de municípios contribuindo para melhorar a qualidade de vida".

Para o secretário da Sedraf, Alexandre Lima, "enfrentamos dificuldades históricas, mas estamos fortalecendo a Emater para melhorar o apoio e o diálogo com as famílias produtoras do campo. A Sedraf repassará R$ 600 mil/ano para custeio da Emater, pois o caminho para fortalecer a economia rural é fortalecer a Emater. Estamos dando passos importantes para abrir mercados junto à Abrasel para venda direta a bares e restaurantes. Comercialização, assistência técnica e crédito são pilares básicos para a agricultura familiar". 

Deputado estadual e membro Frente Parlamentar da Agricultura da Assembleia Legislativa, Francisco Medeiros, destacou a importância das medidas tomadas para melhorar a vida daqueles que produzem no campo. "Programas com o Gente do Campo são muito relevantes para a qualificação e leva ao fortalecimento da agricultura familiar, numa demonstração de seriedade, dedicação e compromisso com o desenvolvimento social.”

O evento contou também com a participação do vice-governador, Antenor Roberto; dos secretários de Estado Fernando Mineiro (Segri), Guilherme Saldanha (Sape), Socorro Batista (adjunta do Gabinete Civil), Rodrigo Maranhão (Emparn), Ivanete Oliveira (representante da Semjidh); representante da deputada estadual Isolda Dantas; Irrailson Ferreira, do Banco do Nordeste do Brasil; presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetarn), Manoel Candido; representante do MST, Ildebrando Andrade; coordenador assistência rural da arquidiocese de Natal, diácono Francisco Adilson; Eliana Bandeira (CUT); Cícera Franco (Fetraf); Ionaldo Tomaz (Sinte); Ruberlânio Franco (Cecafes); Geane Bezerra, da Marcha Mundial das Mulheres e representantes dos escritórios da Emater do Estado.