Presidente da Câmara, Ver. Francisco Kleiber devolve mais de R$ 11 mil a Prefeitura de Fernando Pedroza


O Poder Legislativo Pedrozense através do seu presidente, o vereador Francisco Kleiber - TIVA (MDB), realizou na manhã de ontem, quarta-feira, 30 de dezembro de 2020, devolução de recursos economizados pela Câmara de Vereadores à Prefeitura Municipal de Fernando Pedroza com um valor total de R$ 11.827,01 (onze mil, oitocentos e vinte e sete reais e um centavo).

A ação da devolução do recurso representa eficiência administrativa, respeito e compromisso com o dinheiro público e indiretamente contribui para melhorias em diversos setores da administração municipal, onde o dinheiro será aplicado em varias áreas. Os recursos devolvidos não trazem qualquer prejuízo à infraestrutura da Câmara Municipal e ainda retornarão em benefícios para o município.

De acordo com o presidente da Casa, o vereador Francisco Kleiber, a economia comprova o comprometimento do Poder Legislativo por meio da presidência no uso de recursos. “A Câmara de Fernando Pedroza sempre se empenhou para, além de encaminhar os trabalhos legislativos que são de sua atribuição, colaborar com a solução dos problemas da cidade por meio da administração de seu orçamento”, avaliou o presidente Tiva.

A prefeita Sandra Jaqueline, por sua vez, destacou o compromisso do Poder Legislativo Pedrozense com o Poder Executivo Municipal. “A Câmara fez durante todo esse ano um trabalho de estabelecer uma boa administração, para poder chegar ao final do ano com essa devolução bastante significativa para os cofres públicos”, afirmou a prefeita Sandra.

ENTENDA A DEVOLUÇÃO

Os recursos do Poder Legislativo provêm de repasses que o Poder Executivo faz. Quando o valor não é gasto, por lei, as Câmaras são obrigadas a devolver o montante. No entanto, cada Câmara tem total autonomia para gastar 100% do valor caso julgue necessário, cabe então à Presidência de cada Câmara definir quais serão as prioridades e quanto será gasto pela instituição. Nessa devolução, por exemplo, a atual presidência optou por poupar gastos na Câmara e devolver dinheiro à Prefeitura para que a população seja beneficiada.