Jardim de Angicos perde 90 doses de vacina contra Covid-19 após queda de energia

Com uma população de aproximadamente 2,6 mil pessoas, o município de Jardim de Angicos perdeu 90 doses da vacina CoronaVac contra Covid-19 após uma queda de energia que aconteceu no último fim de semana. As vacinas eram destinadas à segunda dose de profissionais de saúde da linha de frente.

 

A informação foi confirmada pela prefeitura do município da região Central potiguar, que agora busca receber doses extras mantidas pelo estado em uma "reserva técnica".

 

Segundo o secretário de Saúde, Jociel Andrade, a queda de energia elétrica aconteceu no sábado (20) e danificou a câmara fria da unidade básica de saúde do centro da cidade, onde eram armazenada as doses.

 

No entanto, o problema só foi constatado na segunda-feira (22), quando os servidores chegaram ao local para trabalhar. “Nós temos um outro refrigerador como plano B, mas como o problema aconteceu no fim de semana, só foi percebido dois dias depois. Com a queda de energia, a bateria do refrigerados não suportou”, afirmou.

 

Uma empresa foi acionada para fazer um laudo técnico que constatou o problema no equipamento. Segundo o município, o laudo será enviado para a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte para justificar a solicitação de novas doses da reserva técnica.

 

Segundo o secretário, também haverá mudança logística para evitar que o mesmo problema se repita. “Designamos servidores para irem durante o fim de semana verificar a sala de vacinação”, disse.

 

Isolado em casa após ter testado para a Covid-19, o prefeito do município, Carlos Bezerra (DEM), mais conhecido como Carlinhos, afirmou que as providências já estão sendo tomadas para substituição do equipamento. “Infelizmente, foi um problema técnico. É uma perda, mas vamos garantir a vacinação de todos”, disse.

 

A prefeitura informou que vai receber um refrigerador de um programa da companhia energética do estado, que começou a distribuir equipamentos para conservação de vacinas a municípios potiguares.

 

O município recebeu mais 180 doses da vacina de Oxford nesta quinta-feira (25) para continuar a vacinação de idosos e dar início também à vacinação de indígenas.

 

Até o dia 18 de fevereiro, a Secretaria Estadual de Saúde registrava perda de 10 doses e investigava a situação de outras 61 por variação de temperatura.