Em ANGICOS, Missa de 30° dia de vida eterna de Monsenhor Pinto – ‘Profeta do Sertão do Cabugi’ é marcada por saudades e gratidão


A vida do Monsenhor Pinto sempre foi marcada pela fé, pela perseverança e pela esperança, pois sem dúvidas ele havia sido um escolhido por Deus. Hoje nos resta a saudade do Monsenhor Pinto, e ao mesmo tempo, a certeza de que ele desfruta da glória celeste por merecimento de ter vivido uma vida movida pela fé e pelo Espírito Santo de Deus.

A Missa 30º dia em sufrágio da alma do inesquecível Monsenhor Pinto foi celebrada na noite desta última quarta-feira (21) e presidida pelo arcebispo emérito de Natal, Dom Matias Patrício de Macedo, concelebrada pelo padre Severino, padre Gilmar, padre Vicente, padre Josiono – vigário episcopal, padre Pedro, além de outros padres do clero arquidiocesano. 



Nossa homenagem e gratidão em nome do povo angicano e pedrozense, e claro, de todo povo do sertão do cabugi, ao padre Severino e padre Vicente que cuidaram com tanto amor, atenção, carinho, dedicação e zelo direcionado ao “Profeta do Sertão - Mons. Pinto”, nos últimos tempos.

Aos nossos queridos padres Severino, Gilmar e Vicente que continuam servindo a santa mãe Igreja de Cristo e caminham na história procurando levar a mensagem do Evangelho às diversas realidades humanas e culturais, rezemos para que sempre procurem ser fiel ao Cristo e atentos às necessidades dos diversos tempos e lugares. Rezemos com gratidão sempre por nossos amados padres. 




Duas homenagens foram direcionadas ao Monsenhor Pinto, uma em forma de poesia pela professora Fatuca, e outra, pelo ex-prefeito de Afonso Bezerra, Jackson Bezerra, de quem Mosenhor era padrinho batismal, Jackson contou um pouco de sua trajetória de vida e proximidade de sua família com o Monsenhor.

Padre Severino, ao final da concelebração fez a leitura do testamento deixado pelo Monsenhor Pinto, transferido seus bens deixados em vida, para as instituições: Arquidiocese de Natal, Paróquia de São José dos Angicos e Seminário São Pedro.



Falecimento

Monsenhor Pinto faleceu no início da tarde do dia, 21 de janeiro de 2018, aos 91 anos, na Casa Paroquial, onde residia à cerca de 60 anos, depois de sofrer um mal súbito. Monsenhor Francisco das Chagas Pereira Pinto administrou a Paróquia de São José dos Angicos, em Angicos e Fernando Pedroza, por 49 anos.