Bebê de oito meses é degolada pelo próprio tio no Agreste Pernambucano


Uma bebê de oito meses foi degolada pelo próprio tio nesta quarta-feira (25) em Altinho, no Agreste pernambucano. A vítima foi trancada pelo suspeito de 25 anos por mais de 12 horas em um banheiro de uma residência no sítio Taquara de Altinho.

Após uma negociação com a Polícia Militar (PM), o corpo da menina foi achado com cortes profundos provocados por caco de vidro.

Durante a negociação, a mãe do homem suspeito tentou convencê-lo a se entregar. Foi quando os policiais militares aproveitaram um descuido do suspeito e invadiram o banheiro. Temendo uma revolta da população contra o tio da bebê, o suspeito  foi encaminhado a uma delegacia de Caruaru, no Agreste.

O delegado Eduardo Sunaga, responsável pelo caso, disse que o suspeito deve ser autuado por homicídio. 

“Tudo indica que ele foi o autor dessa atrocidade. Até agora, não existe informação de que ele seja interditado ou que tenha problemas mentais. Vai ser feita uma perícia tanatoscópica no corpo da criança para saber se houve algum outro crime. Além de ter matado – como tudo indica -, o exame sexológico vai apontar se ele praticou algum crime de natureza sexual com a criança”, afirmou o investigador.