Polícia confirma morte de Witamara Cunha por estrangulamento, aponta laudo do ITEP


A Polícia Civil confirmou no início da tarde dessa quinta-feira (17) que a morte de Witamara Cunha, de 36 anos, foi resultado de uma asfixia mecânica por estrangulamento de acordo com laudo do Instituto Técnico-Científico de Perícia - ITEP

As informações são do RN1 da Inter TV Cabugi.

O crime aconteceu nesta quarta-feira (16), não se sabe as motivações desse caso de feminicídio ocorrido no bairro periférico Prefeita Zélia Alves, em Angicos. 

O corpo de Witamara foi encontrado com um lençol envolta do seu pescoço debruçado em cima de uma cama.

A Polícia Civil que investiga o caso, confirmou ao Jornal RN1 que o laudo pericial do ITEP mostra que a jovem de 36 anos morreu por asfixia mecânica, estrangulamento.

O principal suspeito do crime de feminicídio contra Witamara, é o seu companheiro conhecido popularmente como “Deri”, ele foi encontrado desacordado ao lado dela, e provavelmente tentou praticar suicídio. 

O homem foi socorrido com vida para o Hospital Municipal de Angicos, e deverá ser ouvido pela Polícia.