Prefeito Deusdete tem apenas 3 vereadores na base de sustentação na Câmara de Angicos


O prefeito de Angicos, Deusdete Gomes  de Barros (PSDB), iniciou o seu primeiro ano de mandato com 7 vereadores situacionistas na Câmara Municipal de Angicos, foram eleitos na base do prefeito os vereadores: Cloves, Edileuza, Marcos Loló, Neto de Dezin, Neto Maciel, Nivaldo Gomes e Tiago Braga.

No primeiro semestre do mesmo ano (2017) este número baixou de 7 para 6, depois de 6 para 4, e agora de 4 para 3 vereadores lhe dando sustentação no Poder Legislativo Angicano.

Vereador Nivaldo Gomes

Em fevereiro de 2017, o prefeito Deusdete Gomes sofreu a sua primeira e maior baixa na Câmara, e que baixa hein?! Ele brigou e perdeu o apoio administrativo e político do seu próprio irmão o vereador Nivaldo Gomes (PSDB), que se tornou oposicionista ao governo municipal angicano gerido pelo seu irmão. Com isso, o número de apoio baixou de 7 para 6 vereadores.

Vereadores Cloves Tibúrcio e Tiago Braga

Em maio de 2017, após eleição para a escolha da Presidência da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Angicos para o biênio 2019/2020, o prefeito Deusdete Gomes perdeu o apoio do presidente do legislativo angicano, vereador Cloves Tibúrcio (PSDB), e do vice-presidente, o vereador Tiago Braga (MDB)Mais uma vez o número de apoio ao prefeito Deusdete Gomes baixou de 6 para 4 vereadores.

Vereador Marcos Loló

Em dezembro do ano passado, o vereador Marcos Loló (MDB) resolveu atender o clamor popular e colocou seu nome a disposição do povo angicano na pré-disputa para as eleições municipais deste ano como pré-candidato a Prefeito de Angicos. Sendo assim, Loló foi o quarto vereador a deixar a base do prefeito na Câmara Municipal de Angicos.

4 VEREADORES DEIXARAM BASE DE SITUAÇÃO

O prefeito Deusdete Gomes perdeu até então o importante apoio de 4 vereadores situacionistas, no atual cenário político e na abertura do ano legislativo neste mês apenas os vereadores Edileuza Palhares, Neto de Dezin e Neto Maciel continuarão dando sustentação política e administrativa a Gomes. 

E dizem as má e boas línguas que o prefeito Deusdete Gomes ainda poderá perder um ou dois vereadores dos que restaram em sua base política.

Pelo visto, o ano legislativo vai ser de muitas dificuldades para o gestor angicano na Câmara Municipal.