Padre Vicente e prefeito de Santa Cruz estão em 'quarentena' para evitar coronavírus, após viagem internacional


O pároco de Santa Cruz, padre Vicente Fernandes e o prefeito da cidade no Agreste Potiguar, Ivanildo Ferreira Lima Filho deverão ficar em "quarentena voluntária" por sete dias, após voltar de uma viagem que fizeram à Suíça, nesta semana, para visitar a fábrica de bondinhos e outros equipamentos do teleférico comprado pelo município. O motivo é a preocupação com o novo coronavírus - o Covid-19.

De acordo com o município, o prefeito decidiu ficar isolado a partir deste sábado (14), seguindo recomendação do Ministério da Saúde, para ver se há o surgimento de sintomas. "O gestor municipal está bem de saúde e não está apresentando nenhum sintoma do vírus, mas ficará em observação nos próximos dias a fim de garantir que não haja nenhum problema para a população", informou a Prefeitura por meio de nota nas sua redes sociais oficiais.


O teleférico comprado pelo município fará parte do complexo turístico-religioso da estátua de Santa Rita de Cássia - a maior imagem católica do país - que atrai milhares de fiéis anualmente à cidade. A visita técnica, feita pelo prefeito e pelo padre da cidade aconteceu na manhã da quarta-feira (10) na empresa Rowema, em Dübendorf, na Suíça. Os dois tiveram reuniões com representantes da empresa e conheceram as estruturas, que estão sendo preparados para o transporte ao Brasil.


Os bodinhos são vermelhos e verdes, as cores da bandeira da cidade, e tem capacidade para 6 pessoas. O Teleférico vai ligar a Matriz da cidade ao Santuário de Santa Rita de Cássia.
Por causa da preocupação com a propagação do Covid-19, a Prefeitura cancelou a inauguração de uma quadra poliesportiva, prevista para esta segunda-feira (16), seguindo recomendação da Secretaria Estadual de Saúde, para evitar aglomerações de pessoas.