Vereador atropela mais de 30 motociclistas e mata três pessoas


O vereador Pedro Marconi de Souza Barros (PTC), da Câmara Municipal de Brejo da Madre de Deus (PE), foi autuado por homicídio culposo e lesão corporal culposa após atropelar um grupo de cerca de 30 motociclistas na rodovia PE-96, em Água Preta, Pernambuco. As informações são do G1.

O Corpo de Bombeiros afirmou que Marconi dirigia uma caminhonete nesse domingo (23/8) quando colidiu com o grupo frontalmente na rodovia e matou três pessoas no acidente. Se for condenado, o vereador pode cumprir pena de até seis anos de prisão.

Quatro dos outros cinco feridos foram levados para o Hospital Regional de Palmares. A unidade hospitalar informou que um homem de 44 anos está em observação e será transferido para Hospital Getúlio Vargas, no Recife; duas mulheres, de 23 e 41 anos, foram transferidas para o Hospital da Restauração, também no Recife; um homem de 25 anos continua em Palmares e vai passar por cirurgia. O estado de saúde do quinto ferido não foi informado.

Em nota, a Câmara de Vereadores de Brejo da Madre de Deus afirmou que se solidariza com os familiares das pessoas envolvidas no trágico acidente.

“Ao mesmo tempo, temos prestado ao vereador Pedro Marconi o apoio necessário”, destacou. No momento, o órgão informou que não irá se manifestar sobre o ato, pois aguarda a tramitação da situação pela Polícia Civil e Justiça.

Segundo a delegada responsável pelo caso, Juliana Bernat, testemunhas afirmaram que o vereador estava em alta velocidade e realizou uma ultrapassagem indevida. Bernat contou ainda que o velocímetro do automóvel parou em 110 km/h, sendo que a velocidade máxima permitida no local é de 60 km/h.

Marconi passará por audiência de custódia ainda nesta segunda-feira (24/8). Ele foi submetido ao teste do bafômetro, mas o resultado não apontou o consumo de álcool. Foram feitos ainda exames toxicológicos, mas os resultados não foram divulgados até o momento.