Vereador de Natal defende criação de movimento para separar o Nordeste do Brasil


O vereador de Natal Fernando Lucena (PT) disse que vai defender a separação da região Nordeste do resto do Brasil caso haja algum tipo de modificação na Constituição brasileira no tocante a prisão em 2ª instância, hoje vetada pelo texto. 

Segundo o parlamentar, uma alteração na lei maior do País faria com que ela perdesse credibilidade e, portanto, abriria brechas para um movimento separatista, do qual ele garante encabeçar no Rio Grande do Norte.

“Se mudarem a Constituição, eu vou criar o Partido Autônomo do Nordeste. Defenderei a separação do Nordeste do resto do Brasil. Hoje eu não posso criar isso porque sou impedido pela Constituição, mas na hora em que mudarem e rasgarem ela, eu vou pra rua criar o partido. Temos tudo aqui: energia limpa, açúcar, sal, frutas, verduras, vinhos, etc. Não precisamos de nada das outras regiões para que depois eles digam que somos miseráveis e que passamos fome”, declarou o vereador em entrevista ao programa “A Hora é Agora”, da rádio 97,9 FM.

Segundo Lucena, há uma “clara discriminação” do Governo Federal com a região Nordeste. De acordo com ele, até mesmo a distribuição dos recursos é feita de maneira desigual entre as regiões, de modo que o Nordeste sempre acaba recebendo menos aportes provenientes da União. Uma separação, na visão do vereador, faria com que a região tivesse mais autonomia para deliberar sobre certos temas, incluindo a partilha de verbas.

“O Nordeste hoje manda R$ 10 pra União e recebe R$ 8. O resto do País manda R$ 10 e recebe R$ 12. É uma discriminação até nesse ponto. Portanto, como nordestino que me orgulho de ser, vou defender a separação do Nordeste. Se mudarem a Constituição, em abril vou querer criar o nosso partido, assim como já existe em várias partes do mundo, como é o caso da Espanha, que tem regiões com parlamentos próprios. Eu só quero autonomia pro Nordeste”, concluiu.

AgoraRN