Em Fernando Pedroza, Mário Miranda oficializa pré-candidatura a Prefeito


O ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Fernando Pedroza, Mário Miranda (PSB), agropecuarista e empresário da construção civil, oficializou na Rádio FM Cidade no programa do radialista Manoel Gerônimo, no último domingo (22), sua pré-candidatura a Prefeito daquele município.

Mário, aproveitou o espaço para dizer aos rádio-ouvintes que em consulta junto a sua assessoria jurídica não há nenhum impedimento jurídico-eleitoral do avanço de sua candidatura nas eleições municipais de outubro de 2020.

Filiado ao Partido Socialista Brasileiro - PSB, Mário poderá disputar pelo partido socialista ou por outra agremiação partidária quero deverá ser escolhida até março, 6 meses antes das eleições, dentre as escolhidas poderá ser o Partido Republicanos que é presidido no estado pelo deputado federal Benes Leocádio, ou pelo Partido da Social Democracia Brasileira - PSDB, liderada no RN pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira.


Na última eleição municipal, Mário disputou a eleição como candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo ex-prefeito Daniel Pereira dos Santos. Ambos foram derrotados pela atual prefeita Sandra Jaqueline (MDB) na época apoiada pelo ex-prefeito e seu ex-marido Gondemário Miranda - GON, irmão de Mário.

Mário sustentou e afirmou na rádio que terá apoio incondicional de parte de sua família Miranda Salviano, os quias mencionou os nomes de dois membros, seu pai Miranda, e seu tio Júnior Salviano, irmão de sua mãe Célia Salviano. 

Além dos seus parentes, Mário também disse que conta com o apoio do vereador Edjailson Lenir - Novinho (PSB), do ex-vereador João Goulart - Jango, dos pré-candidatos a vereador Tácio e Ramon, e outros novos nomes deverão chegar para reforçar sua candidatura.

Havia comentários, e ainda há, que Mário não poderá sair candidato sendo barrado pela Justiça Eleitoral diante do parentesco com a atual prefeita Sandra Jaqueline, eles foram cunhados. E diante disso, exisitiria uma possibilidade de sua candidatura não seguir adiante, uns dizem que segue, inclusive ele, outros dizem que não, inclusive advogados com especialização em Lei Eleitoral.

O que todo mundo sabe, é que impedido ou não, Mário deverá seguir com sua candidatura até chegar agosto quando se realizam as convenções partidárias para escolhas dos candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores. 

De uma coisa todo mundo sabe, até o dia 05 de agosto de 2020, prazo final das convenções, seu nome deverá ser confirmado pelo sim ou pelo não.