08 de novembro: Há 10 anos falecia o ex-prefeito de Angicos, Jaime Batista dos Santos


Há exatos 10 anos, nesta data, 08 de novembro de 2009, falecia o ex-prefeito Jaime Batista dos Santos, vítima de um acidente automobilístico na RN 263, próximo a Angicos. O político do Democratas estava em sua caminhonete Hilux, quando capotou. O acidente aconteceu por volta das 22h, na estrada que liga Afonso Bezerra a Angicos, a RN-263. 


A cidade do Angicos praticamente parou para receber a fatídica notícia naquela noite de domingo, 08 de novembro de 2009. Jaime, estava no exercício do seu segundo mandato a frente da Prefeitura Municipal de Angicos.

Na época, como Administrador da Paróquia de São José dos Angicos, o padre Vicente Fernandes, foi quem teve a incumbência de revelar a triste notícia à esposa do então prefeito Jaime, e então primeira dama do município, a também ex-prefeita Albaniza Suely da Silva.


Albaniza passou mal, teve de ser trazida para o Hospital local. Os médicos plantonistas não aguentaram a pressão de saber da notícia da morte do ex-prefeito Jaime, como foi o caso de Dr. Chico, que veio a passar mal.

Durante toda madrugada, ninguém dormiu, o povo ficou acordado em suas calçadas, nas ruas, em esquinas, todos perplexos e ansiosos esperando a liberação do corpo feito pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia - ITEP.

09 DE NOVEMBRO DE 2009




Angicos parou naquela triste segunda-feira, nada funcionou, os comércios não abriram suas portas. A Rádio local mudou sua programação e durante todo o dia foram feitas homenagens póstumas ao ex-prefeito.

Jaime faleceu aos 63 anos de idade. O seu corpo chegou por volta das 11 horas quando passou por sua residência e em seguida foi levado para o Ginásio de Esportes Francisco Soares da Silva, de lá saiu por volta das 16h30, com uma multidão estimada em mais de 5 mil pessoas. Percorreu cerca de 3km até o Palácio Prefeito Espedito Alves, onde foi feito homenagens na sede do Poder Executivo que ele comandava.



Políticos do estado e colegas prefeitos e ex-prefeitos da região Central, Vale do Açu e de outras regiões vinheram dar o último adeus a Jaime Batista. 

Os ex-senadores e ex-governadores do estado, Garibaldi Filho (MDB), José Agripino (DEM) e Rosalba Ciarlini (PP), além de deputados federais e estaduais estiveram presente no funeral.

Quem não foi ao ginásio de esportes, esperou pela passagem do corpo pelas ruas da cidade, nas calçadas e em cima das sacadas de suas casas, outas pessoas aguardavam a sua chegada na Praça José da Penha e na Igreja Matriz de São José dos Angicos.



Jaime nasceu, cresceu, viveu, construiu sua família, prosperou e morreu na cidade de Angicos. Ele amava essa terra, amava verdadeiramente o seu povo. Um dos poucos políticos que se sentia bem ao lado dos mais carentes, quando esthes chegavam a sua residência e logo ele pedia para Marinele trazer e colocar mais um prato sobre a mesa.

O povo sente a sua falta, políticos sentem saudades daquele homem que por inteligência sabia fazer política. Ele construiu sua liderança política que pelos próximos 30 anos ainda assim, não será esquecida.